BlockchaIn Rio Festival terá patrocínio da Nodle Network

A empresa Nodle Network, que utiliza o poder dos smartphones para criar uma rede descentralizada, anunciou nesta semana que será a principal patrocinadora do BlockchaIn Rio. O evento ocorre no Rio de Janeiro entre os dias 1º e 4 de setembro.

O objetivo do BlockchaIn Rio é ser um grande hub de debates, educação e negócios focado na conexão entre pessoas e empresas com olhos no presente e o futuro do mercado blockchain.

Sobre a Nodle

Conforme informou a Nodle em comunicado, o seu apoio ao BlockchaIN Rio, por meio da cota “Apresenta”, marca a sua estreia no mercado brasileiro.

Criada em 2017, nos Estados Unidos, a Nodle está interessada no mercado brasileiro. Isso porque no país há um crescimento exponencial da utilização das criptomoedas e na utilização de smartphones.

De acordo com dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), há hoje no Brasil 242 milhões de dispositivos móveis para 214 milhões de habitantes. Ou seja, é cerca de 1,13 dispositivos por habitante, uma alta taxa.

“O Brasil possui uma das populações mais conectadas via smartphones do mundo e um dos grandes polos de crescimento do ecossistema cripto. Durante o BlockchaIn Rio, mostraremos que a Nodle traz uma solução inovadora, simples e segura, utilizando seu smartphone enquanto faz suas atividades no dia a dia”, afirmou  Carolina Mello, head de Comunicação da Nodle.

O app da Nodle está disponível para todos os smartphones. Ao baixá-lo, os usuários podem participar da rede Nodle como um “node”, mas sem precisar fornecer os seus dados pessoais. Isto é, os participantes da rede são anônimos.

Conecte e ganhe

Por meio do modelo “conecte e ganhe”, os usuários são recompensados pela participação na rede com o recebimento em NODL, o token nativo da rede. 

Segundo os desenvolvedores, o app foi criado para rodar em segundo plano. Ou seja, não interfere na experiência do usuário enquanto ele usa outros apps.

Hoje, a Nodle diz ter cerca de 474.223 detentores de tokens ao redor do mundo, sendo uma das principais parachains da rede Polkadot (DOT). As parachains são blockchains construídas “em cima” da rede Polkadot, que compartilham seus níveis de segurança e podem interagir e compartilhar informações.

“É uma honra ter a Nodle como anfitriã do BlockchaIN Rio, já que sua proposta de inclusão no universo Blockchain tem tudo a ver com a missão do festival. Com a Nodle qualquer celular se torna um ‘node’ e isso é mais do que inovador, é revolucionário”, afirmou Francisco Carvalho, CEO do BlockchaIn Rio.

Sobre o BlockchaIn Rio

Ao longo de quatro dias de evento, os participantes poderão ter uma experiência imersiva por meio de debates sobre tecnologia, negócios, cultura e sustentabilidade.

De acordo com Carvalho, a primeira edição do evento é também um estímulo para fomentar a educação e inclusão social de novos adeptos a essa tecnologia emergente.

Serão, ao todo, mais de 200 palestrantes abordando temas diversos. Os assuntos incluem, por exemplo, cybersegurança, inclusão social e educação descentralizada, Blockchain, GovBR, IoT, Inteligência Artificial (IA), contratos inteligentes, ESG, ReFi, DeFi, NFTs, Web 3.0, metaverso e muito mais.

Leia também: Tesla vende Bitcoin, mas mercado fecha semana em alta: veja quais as criptomoedas que mais se valorizaram

Leia também: Grandes instituições venderam R$ 30 bilhões em Bitcoin desde maio em ‘vendas forçadas’

Leia também: Primeira coleção de NFTs da Solana mintada pelo OpenSea supera R$ 2,5 milhões em volume

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.