Blockchain Celo lança stablecoin lastreada em Real e anuncia listagem em exchanges

A blockchain focada em dispositivos móveis Celo anunciou nesta quinta-feira (27) o lançamento de uma stablecoin lastreada em Real, a Celo Real (cREAL).

A moeda digital estável está disponível para negociação nas exchanges de criptomoedas Ripio, FlowBTC e NovaDAX. Além disso, as carteiras de criptomoedas Bitfy e Coins também suportarão a stablecoin.

De acordo com o comunicado da empresa, a cREAL funciona como uma stablecoin algorítmica descentralizada e cripto-colateralizada. Ela pode ser usada em aplicativos e serviços de finanças centralizadas (CeFi) e descentralizadas (DeFi) na blockchain Celo.

Conforme destacou Markus Franke, sócio da cLabs, a falta de transparência, altos custos e longos tempos de transação associados a stablecoins rastreadas em moeda fiduciária, historicamente, prejudicaram a experiência do usuário. Mas com cREAL será diferente:

“Por outro lado, a cREAL pode ser trocada com segurança por outras moedas fiduciárias e ativos digitais em segundos – apenas com um número de telefone celular – criando um caminho para as pessoas usarem novos produtos financeiros em suas comunidades locais”, disse.

Na prática, usuários da exchange NovaDAX podem gastar cREAL com o cartão cripto pré-pago emitido pela plataforma. Enquanto isso, usuários da Bitfy podem utilizar cREAL na rede Cielo, operadora de cartões de crédito e débito.

A Celo é uma blockchain de prova de participação e de código aberto. A exchanges também possui as stablecoins cUSD, atrelada ao dólar americano, e a cEUR, atreladas ao euro.

Crescimento do setor cripto no Brasil

No comunicado, a Celo enfatizou que o lançamento da cREAL resulta do aumento na adoção de criptoativos no Brasil.

Segundo a plataforma, em 2021, os volumes negociados no Brasil aumentaram 2,247%. Além disso, cerca de 30% da população brasileira agora possui criptomoedas.

De acordo com Camila Rioja, líder da Fundação Celo para a América Latina, a adoção de criptomoedas em países emergentes como o Brasil sinaliza uma animação crescente com relação ao assunto. Ao mesmo tempo, representa o avanço de casos de uso na economia real.

“Essa tração, combinada com o cenário regulatório, econômico e da comunidade no Brasil posicionam o país de forma única, e terreno fértil para que projetos como a Celo possam prosperar”, completou.

Leia também: Reddit segue Twitter e testa NFTs como foto de perfil 

Leia também: Mais um: SEC rejeita ETF de Bitcoin proposto pela Fidelity

Leia também: Operações ilícitas responderam por apenas 0,05% das transações de criptomoedas em 2021, revela Chainalysis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.