Bitcoin pode ganhar impulso hoje após resultado trimestral da Tesla

A temporada da divulgação de resultados trimestrais começa nesta semana. Na segunda-feira (26), a Tesla fará sua divulgação no final do dia. Além dos números das vendas de carros, a empresa deve anunciar também o status das suas posições em Bitcoin (BTC).

Nesse sentido, o que a Tesla divulgar pode causar impactos diferentes no preço. Atualmente, a empresa vendeu R$ 1 bilhão dos seus R$ 7,5 bilhões em BTC para, segundo a Tesla, “testar a liquidez do mercado.” Agora, os resultados devem mostrar se houveram novas vendas ou mesmo aquisições.

Compra ou venda?

Diante da expectativa dos seus resultados, a comunidade no Twitter iniciou uma série de especulações. Afinal, a Tesla poderá vender mais BTC? Ou, ao contrário, a empresa talvez até aumente seu balanço atual?

No evento The B Word, o CEO da Tesla, Elon Musk, garantiu que, exceto pela primeira venda, as participações da empresa em BTC seguem intactas. Na mesma ocasião, ele declarou: “eu posso bombar o mercado, mas não despejo”. Ou seja, o CEO teria indicado que a empresa não venderia mais.

Por outro lado, Musk admitiu que a criptomoeda não causa problemas ambientais, ao contrário do que ele mesmo havia dito. O CEO também disse que a empresa poderia voltar a aceitar a criptomoeda como meio de pagamento.

Vale destacar que, de acordo com relatório do Bitcoin Mining Council (BMC), cerca de 67% da mineração de BTC é proveniente de fontes sustentáveis. Este percentual é maior do que os 50% estipulados por Musk para retornar os pagamentos via BTC. Dessa forma, a empresa pode voltar atrás e aceitar a criptomoeda novamente.

Na primeira vez, a Tesla causou uma valorização de 33,8% no preço do BTC em pouco mais de um mês. Caso isso aconteça novamente, o preço pode atingir valores superiores a US$ 51.000 e, com isso, ganhar força para voltar a buscar a máxima histórica.

Tesla ainda lucra com Bitcoin

A Tesla realizou, em fevereiro, sua primeira e única compra de BTC para compor o caixa da empresa. Apesar da venda posterior, a empresa ainda é a segunda companhia que mais possui BTC, atrás apenas da MicroStrategy.

O preço do BTC imediatamente atingiu sua máxima histórica da época, depois que a compra aconteceu. Na ocasião, a criptomoeda atingiu o preço de US$ 42.728,97. Apenas 64 dias depois, o BTC chegou aos US$ 63.508, sua máxima histórica.

Contudo, a Tesla adquiriu seus BTC abaixo dos US$ 40.000 e, ao preço atual (US$ 38.300), a empresa ainda aufere um lucro de US$ 154 milhões na operação.

Leia também: Ethereum pode atingir R$ 15.500 enquanto Dogecoin baterá R$ 1,55

Leia também: Bloomberg: executivos de Tether são investigados por fraude bancária

Leia também: Protocolo DeFi focado em descentralizar opções recebe atenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.