Bitcoin cai 9% em uma hora e causa liquidação de R$ 14,9 bilhões no mercado

O preço do Bitcoin (BTC) registrou uma forte queda em questão de menos de uma hora. De acordo com o CoinMarketCap, o preço chegou a cair mais de 9%, saindo de US$ 50 mil para cerca de US$ 43 mil. A queda apanhou o mercado de surpresa, conforme mostram os dados de liquidação.

A queda foi de tal proporção que em menos de uma, ocorreram cerca de R$ 14,9 bilhões em liquidações. Parte dessa queda foi recuperada e o preço agora está cotado em cerca de US$ 47 mil. Entretanto, o desempenho ainda é negativo, criando um forte candle de baixa no gráfico.

Queda forte e súbita criou grande candle de baixa no BTC. Fonte: TradingView.

A maior dessas liquidações ocorreu na exchange Huobi e apanhou um único trader. A operação resultou numa perda individual de impressionantes US$ 43,7 milhões, ou R$ 226 milhões na cotação atual.

Entre as maiores criptomoedas do mercado, apenas a Solana (SOL) não registrou perdas. As demais, porém, registraram desvalorizações na ordem de dois dígitos. Como resultado, o mercado como um todo perdeu cerca de US$ 200 bilhões em valor de mercado. No momento da escrita deste texto, as maiores quedas foram da XRP (17,84%) e Polkadot (15,96%).

Liquidações atingiram cifras bilionárias. Fonte: Bybt.

Bitcoin Day terminou em anticlímax

Além de pegar o mercado de surpresa, a queda aparentemente esfriou os ânimos com o Bitcoin Day. Nesta terça-feira (7) o BTC passou a ganhar curso legal em El Salvador e o fato ganhou enorme repercussão nas redes sociais.

Conforme relatou o CriptoFácil, usuários ao redor do mundo se uniram para comprar R$ 160 em BTC como forma de manifestar apoio à decisão. A princípio, temia-se que a atitude pudesse gerar uma valorização artificial no preço por causa da manipulação. No final, acabou ocorrendo exatamente o oposto, com o mercado registrando quedas vertiginosas.

Ainda não se sabe o que levou o mercado a tomar uma virada tão brusca, embora hajam especulações sobre vendas em massa de grandes investidores. Outros utilizaram a máxima do “compre no boato, venda no fato”, ou seja, com a Ley Bitcoin efetivamente em vigor, investidores reduziram suas posições em BTC.

Mesmo que seja verdade, pelo menos uma grande “baleia” aproveitou a queda para comprar mais BTC: o governo salvadorenho. Sim, o presidente Nayib Bukele anunciou que o país comprou mais 150 BTC durante a baixa. Agora, o país acumula 550 BTC em suas reservas nacionais.

Em outro tuíte, Bukele “agradeceu” ao Fundo Monetário Internacional (FMI) por ter causado a queda do BTC. A instituição teceu críticas a El Salvador por ter adotado o BTC como moeda oficial, porém ainda não está claro se a queda no mercado tem relação com o FMI.

Leia também: Bitcoin pode valorizar 250% após novo fechamento semanal, diz analista

Leia também: FTX anuncia integração da Solana com plataforma NFT: preço pode atingir os US$ 500?

Leia também: Nova marca: El Salvador adquire 400 Bitcoins e torna-se primeiro país a comprar a criptomoeda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.