Bilionário com criptomoedas compra mansão em Los Angeles por US$ 133 milhões

O mercado de criptomoedas vem criando bilionários em todo o globo e não são apenas os early adopters, aqueles que compraram Bitcoin (BTC) ou critpomoeda em seu início mas também os empreendedores do universo do criptoativos.

Assim, recentemente uma pesquisa revelou que o fundador da Binance, conhecido como CZ, pode ser o homem mais rico da China, superando todos os governantes e donos de gigantes da tecnologia como Alibaba e Tecent.

E, mais recentemente outro bilionário cripto seria Brian Armstrong, CEO da Coinbase, a a maior exchange de criptomoedas dos Estados Unidos, que supostamente fez uma compra de um imóvel multimilionário.

Portanto, fontes revelaram que Armstrong comprou um imóvel avaliado em mais de US$ 133 milhões em Los Angeles. A  mansão seria do empresário japonês Hideki Tomita.

Assim, de acordo com o The Wall Street Journal, Tomita comprou originalmente o imóvel por US$ 85 milhões em 2018 e, agora, com a revenda, além do lucro milionário também estabeleceu um novo recordo como a mansão mais cara já vendida na cidade das celebridades.

Bilionários

Portanto assim como todas as casa na região dos bilionários dos EUA, onde também morava Elon Musk, antes de ser vendida para Tomita, a propriedade Bel-Air pertencia a Ellen Bronfman Hauptman, filha do herdeiro do bilionário Seagram, Charles Bronfman.

Assim a mansão teria um teatro, uma academia e uma sala de jantar de pé direito duplo. A propriedade também tinha uma casa de hóspedes projetada por Paul Williams.

Portanto, com a compra o co-fundador da Coinbase, teria entrada para o seleto grupo dos bilionários das criptomoedas, pois ele tem uma com uma participação supostamente de 19% na exchange o que tornaria seu patrimônio líquido estimado de US$ 14,7 bilhões em novembro de 2021.

Assim ele seria um dos mais ricos investidores em critpomoedas do mundo ao lado do fundador da exchange FTX, Sam Bankman-Fried. Armstrong também foi indicado como o maior criptobilionário do mundo pelo Instituto de Pesquisa Hurun da China em março de 2021.

Assim, os executivos das criptomeodas têm comprado cada vez mais imóveis recentemente. Jonathan Yantis, cofundador da plataforma de tokens não fungíveis Worldwide Asset eXchange, comprou uma propriedade de 70 acres fora de Denver por US$ 12,5 milhões em meados de dezembro.

Leia também: Bitcoin está no limite e pronto para cair até US$ 41 mil, diz especialista 

Leia também: 7 criptomoedas que já subiram mais de 75% em 2022

Leia também: Coluna do TradingView: Com mercado lateral, analistas ficam mais animados para comprar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.