Avalanche chega aos US$ 100 com recorde de captação em ecossistema DeFi

A criptomoeda AVAX, que alimenta a rede Avalanche, superou a barreira dos US$ 100 pela segunda vez em sete dias. O preço da AVAX opera em alta de 13,37% aos US$ 104,82, conforme dados do CoinMarketCap.

Este marco histórico está ligado a outra conquista notável da Avalanche, que atingiu a marca de US$ 10 bilhões em valor total alocado. De acordo com o site DeFi Llama, este é o valor total alocado (TVL) de todos os projetos de finanças descentralizadas (DeFi) criados dentro do protocolo.

Avalanche supera marca de US$ 10 bilhões em projetos. Fonte: DeFi Llama.

Projetada para executar contratos inteligentes, a Avalanche é um dos inúmeros projetos que busca concorrer com o Ethereum (ETH) nesta área. Nesse sentido, a rede serve como espinha dorsal para muitos protocolos e aplicativos de DeFi.

Mas, ao contrário do ETH, a Avalanche possui taxas muito menores, bem como uma maior capacidade de transações. Com isso, a rede traz custos mais acessíveis e protocolos que não demandam altos investimentos para serem executados.

Trimestre marcado por crescimento e parcerias

No entanto, essas características por si só não poderiam justificar um aumento tão forte no preço da AVAX. E de fato eles não foram o único fator: o trimestre foi marcado por uma série de parcerias fechadas pela Avalanche, sobretudo com grandes empresas.

Uma dessas parcerias foi assinada na terça-feira (16). A Ava Labs, empresa por trás do desenvolvimento da Avalanche, fechou um contrato conjunto com a Deloitte, uma das “Quatro Grandes” empresas de contabilidade do mundo. A novidade foi divulgada por Emir Gün Siren, fundador da Ava Labs.

Desta colaboração surgirá nova plataforma baseada em nuvem que utilizará a blockchain da Avalanche para melhorar a segurança, velocidade e precisão dos reembolsos da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA, na sigla em inglês).

“A nova plataforma oferece aos funcionários estaduais e locais um sistema descentralizado, de baixo custo e totalmente imutável. Nossa blockchain capacitará os financiadores e os recebedores da ajuda, ao mesmo tempo que usa a transparência para minimizar fraudes, desperdícios e abusos”, destacou Siren.

A FEMA é responsável por auxiliar cidadãos dos Estados Unidos durante catástrofes naturais, como furacões, por exemplo. Por ser uma das maiores agências do governo estadunidense, a FEMA poderá servir como um ótimo caso de sucesso para a tecnologia blockchain.

Novos fundos e recursos

Ainda sobre a atividade da rede, o crescimento das DeFi na Avalanche atingiu níveis exponenciais. De acordo com os dados, o TVL na rede era de apenas US$ 1 bilhão no final de agosto. Portanto, a adoção das DeFi na Avalanche cresceu mais de 1.000% em menos de três meses.

O crescimento foi tamanho que a Avalanche lançou o Blizzard, fundo com mais de US$ 200 milhões dedicado ao crescimento do ecossistema da rede. Os recursos serão alocados especificamente para projetos de DeFi, NFTs e aplicações corporativos.

Por fim, o token AVAX ainda teve um impulso extra em outubro, quando foi listado na exchange Coinbase. Consequentemente, o preço foi vítima do chamado “Efeito Coinbase” e registrou uma forte valorização.

Leia também: CriptoFácil e Instituto Dia Feliz arrecadam doações em Bitcoin para Natal Sem Fome

Leia também: Brasileiros investem mais em criptomoedas do que em ações, revela pesquisa

Leia também: Reserva usa token da Moss para compensar 100% das emissões de carbono

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.