56% dos brasileiros não sabe o que é Open Banking, segundo pesquisa

Às vésperas de iniciar sua próxima fase, o Open Banking, do Banco Central do Brasil (Bacen), ainda é uma incógnita para grande parte dos brasileiros.

Uma pesquisa do C6 Bank, divulgada pela Folha de S.Paulo na quinta-feira (3), revelou que 56% dos entrevistados desconhecem a utilidade do sistema.

Quando questionadas, a maioria das pessoas responderam que a plataforma de integração financeira era um “novo banco digital”. Uma quantidade menor caracterizou o recurso como “agência 24 horas” e, até, “open bar”.

Brasileiros ainda desconhecem o Open Banking

Lançado em fevereiro, o Open Banking é um projeto do Bacen que visa integrar dados pessoais de todos os brasileiros. A plataforma promoverá acesso seguro para cadastros, bem como transações financeiras.

Atualmente, o programa está em fase de “adaptação”. A estimativa do Banco Central é que o processo de integração seja concluído em dezembro.

Dentro deste contexto, uma situação se destaca: cerca de 56% da população ainda desconhece a funcionalidade do sistema.

Deste grupo, cerca de 37% dos entrevistados disseram que o Open Banking era um “novo banco digital”. Já 12% apostou na categoria “agências 24 horas” e, por último, aproximadamente 1% achou que era um evento “open bar”.

A pesquisa recomendada pelo C6 Bank ao Ipec ouviu 2 mil pessoas com acesso à internet entre os dias 20 e 27 de maio.

Real digital será integrado ao sistema

Com a alta adesão do Bitcoin, autoridades políticas e financeiras cederam atenção às moedas digitais emitidas pelos bancos centrais (CBDCs, sigla em inglês). Seguindo a corrente, o Bacen anunciou a criação do real digital.

Segundo Roberto Campos Neto, novidades do projeto serão divulgadas em breve. No entanto, o presidente do Banco Central já adiantou que a CBDC será integrada ao sistema do Open Banking e ao PIX.

Além disso, Campos Neto revelou a intenção de transformar o Open Banking em Open Finance.

“Nós entendemos que o Open Banking não é mais o que entendemos que o projeto deveria ser. O que estava a caminho não era somente uma fusão somente de bancos com fintechs. O que está a caminho é uma fusão de mídia social com indústria financeira”, disse em evento corporativo.

Leia também: China pressiona e G7 vai discutir regras sobre CBDC 

Leia também: Famosa cantora vende NFT de sexo por mais de R$ 1 bilhão 

Leia também: Tem apenas R$ 100 para investir em criptomoedas? Invista mesmo assim 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.